CGD arrendar casas ao próprio é uma opção

06-03-2014 11:59

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) tem mais de 2.400 casas colocadas ou por colocar no mercado de arrendamento. Segundo fonte oficial do banco estatal, os imóveis estão em vários veículos financeiros.

De acordo com o Diário Económico, o banco disponibiliza no mercado para dois fundos sociais de arrendamento entre 400 a 500 casas, dirigidas a famílias carenciadas – aconselhadas pelas câmaras – e que têm rendas mais baixas que as praticadas no mercado. Ao todo, estes fundos, que também contam com a participação de outros bancos, incluem cerca de 2.600 imóveis no total.  

A somar a estas cerca de 500 casas, a CGD, através do Caixa Arrendamento e do Caixa Imobiliário, que integram imóveis que ficaram na sua posse na sequência de casos de incumprimentos no crédito à habitação, tem atualmente mais de 1.900 imóveis por colocar no mercado.

Fonte do banco estatal revelou que uma das opções disponibilizadas aos clientes é a do arrendamento da própria casa. ”Uma pessoa que tenha deixado de pagar o empréstimo por incapacidade pode procurar-nos e arrendar a própria casa por um valor mais baixo. No final do contrato, tem ainda opção de compra”, conta. No caso da casa ter sido abandonada pelos ex-proprietários, a CGD, se a conseguir vender, “partilha uma mais valia com o proprietário”, acrescenta.